NOVO: Relatório global do setor de telecomunicações 2024

Foto de perfil da executiva Ana Buchaim

Crédito: Cauê Diniz

Leitura: 4 minutos

"A gestão da reputação e a amplificação da mensagem da B3 nos ajuda a induzir o desenvolvimento de outras companhias. À medida que subimos a barra da gestão e estabelecemos altos padrões de governança corporativa, transparência e responsabilidade social, inspiramos outras empresas a seguirem o mesmo caminho.", afirma Ana Buchaim.

Com o propósito de “Conduzir o desenvolvimento econômico e sustentável para a sociedade prosperar”, a B3 investe em um projeto de reputação robusto e transparente. Por meio de estratégias de comunicação e engajamento cuidadosamente planejadas, busca ampliar a percepção da sociedade sobre seu papel vital na economia brasileira. Indo além de ser simplesmente uma bolsa de valores, a instituição se afirma como um agente de mudança.

Nesta entrevista exclusiva à Caliber, Ana Buchaim, Vice-Presidente de Pessoas, Marketing, Comunicação, Sustentabilidade e Investimento Social da B3, destaca o papel da instituição no desenvolvimento do Brasil e como o projeto de gestão da reputação conduzido em parceria com a Caliber contribuirá para alcançar esse objetivo.

Confira:

– A B3 tem um histórico de evolução e transformação relevante, consolidado no propósito de “Conduzir o desenvolvimento econômico e sustentável para a sociedade prosperar”. Como um projeto de gestão da reputação se conecta a esse propósito?

¨A gestão da reputação é essencial para ampliar de forma sólida e confiável a percepção sobre a B3, que tem um forte propósito e práticas consideradas referência no mercado. Essas iniciativas, por sua vez, sustentam a promessa da marca. O projeto permite à companhia mapear a potência da mensagem da B3 e a qualidade de seus canais, ajudando a organizar e a priorizar a estratégia de comunicação.

Em resumo, um projeto de gestão da reputação se conecta com o propósito corporativo da B3 ao garantir que a empresa esteja agindo de acordo com seus valores e propósito, monitorando e gerenciando proativamente sua reputação e respondendo de forma eficaz a imprevistos. Isso ajudará a fortalecer a reputação da empresa e a impulsionar seu sucesso a longo prazo.¨

– Você está à frente de uma área de extrema importância, trabalhando com um amplo ecossistema de públicos. Integrar essas percepções em um abrangente painel de gestão será estratégico para a B3, não acha?

¨Concordo plenamente. O dashboard possibilita uma visão abrangente e integrada da percepção dos públicos críticos, atingidos por todas essas áreas. A ferramenta facilita ainda a tomada de decisão, permitindo uma gestão mais eficiente e eficaz. Sem o dashboard, o trabalho é possível, mas menos analítico, com menos pontos de dados e percepção mais fragmentada. Aliás, talvez essa seja uma das maiores entregas do monitoramento de reputação com o dash. Conseguimos analisar um grande volume de dados que antes estavam difusos, identificando sinergias entre as mensagens e públicos, otimizando recursos e ampliando impacto.¨

– Com essa gestão contínua, a B3 poderá antecipar demandas e alinhar-se ainda mais com as expectativas e percepções, tornando-se cada dia mais relevante para a sociedade brasileira, concorda?

¨A B3 já é uma empresa extremamente relevante para a sociedade e o mercado brasileiro. Sua atuação no setor financeiro e de capitais é fundamental para o desenvolvimento econômico do país. Com uma gestão de reputação contínua, a B3 pode ampliar a percepção sobre o impacto que tem para seus clientes, a sociedade, acionistas e funcionários. Será possível desvendar de forma mais clara e transparente como contribuir para o crescimento econômico, a geração de empregos, o fortalecimento do mercado de capitais e a democratização do acesso aos investimentos.

Além disso, a gestão de reputação e amplificação da mensagem da B3 também nos ajuda a induzir o desenvolvimento de outras companhias. À medida que subimos a barra da gestão e estabelecemos altos padrões de governança corporativa, transparência e responsabilidade social, inspiramos outras empresas a seguirem o mesmo caminho. Dessa forma, amplificamos nossa mensagem e inspiramos a transformação positiva no ambiente empresarial como um todo. Além, é claro, de incentivar práticas sustentáveis e éticas, contribuindo para o desenvolvimento de uma economia mais responsável e inclusiva.¨

– Você é uma liderança feminina respeitada. Qual é o principal conselho para alguém que está começando no papel de gestor(a)?

¨Aqui, tomo a liberdade de passar mais de um recado, liderança é um tema complexo e apaixonante. Se você está em uma posição de liderança é porque certamente já demonstrou capacidade para absorver funções mais sistêmicas e profundas. Comece conhecendo muito seu negócio e sua estratégia. Então, traga suas habilidades únicas e perspectivas. Não deixe que estereótipos ou preconceitos limitem suas ambições e a forma como você se vê como gestor(a). Busque conhecimento e desenvolvimento contínuo. Invista em sua capacitação, tanto nas áreas técnicas quanto nas habilidades de liderança. Esteja aberta a aprender com os outros, seja por meio de mentores, colegas ou cursos de capacitação. Não dependa exclusivamente da empresa para se desenvolver. Essa é sua responsabilidade. Ainda que você seja o principal responsável por seu crescimento, crie uma rede de apoio e busque mentores que possam orientá-la e compartilhar experiências.

Ter um suporte sólido é fundamental para enfrentar os desafios que surgirão ao longo do caminho, aliás, não tenha medo de assumi-los, pois é através deles que você crescerá e se desenvolverá como líder. Por fim, lembre-se de que o sucesso não está apenas em alcançar metas e resultados, mas também em construir relacionamentos saudáveis e inspirar sua equipe. Seja uma líder que promove a diversidade, a inclusão e o respeito, criando um ambiente de trabalho positivo e motivador. Você tem a caneta para decidir mais do que imagina.¨

– E olhando para a frente, na consecução do propósito da B3, o que podemos aguardar para 2024?

¨Em primeiro lugar, podemos esperar um contínuo fortalecimento da infraestrutura e dos serviços oferecidos pela B3. Continuamos a modernizar e simplificar as nossas plataformas tecnológicas e processos para garantir um ambiente de negociação ainda mais seguro, eficiente e transparente. Poderemos ver o lançamento de novos produtos financeiros e a ampliação do mercado de capitais, com o objetivo de atrair mais investidores e empresas para o mercado brasileiro. Além disso, a B3 continuará a desempenhar um papel ativo na promoção da sustentabilidade e da responsabilidade social. A estratégia de comunicação e marketing seguirá forte, levando a voz da B3 para fora do mercado financeiro, dando maior visibilidade em como fazemos as coisas por aqui e estreitando a conversa com investidores.¨

Sobre Ana Buchaim

Vice-Presidente de Pessoas, Marketing, Comunicação, Sustentabilidade e Investimento Social da B3, tem a responsabilidade de cuidar da transformação cultural e de marca da empresa desde sua criação em 2017. Atua na entrega de gestão interna responsável, promoção da agenda ESG, investimento sustentável e boas práticas com empresas listadas.

Formada em Administração de Empresas pela Faculdade de Economia, Administração, Contabilidade e Atuária da Universidade de São Paulo, com especialização em Change Management pela Chicago Booth School of Business e formação em Psicanálise pelo Centro de Estudos Psicanalíticos. Com uma sólida carreira em instituições financeiras como Banco Santander, ABN Amro e Citibank, ingressou na Cetip, onde foi responsável pelo desenvolvimento da área de Recursos Humanos.