NOVO: 13º  Índice Caliber de Reputação Corporativa

Tempo de leitura: 3 minutos

13ª edição - Índice Caliber de Reputação Corporativa

Conquistar a Confiança e a Admiração da sociedade é a chave para o sucesso no mercado competitivo de hoje. Esta acreditação da opinião pública confere maior competitividade as organizações. Uma boa reputação não apenas atrai clientes e parceiros, mas também fortalece a relação com seus públicos de interesse e a capacidade de gerar valor compartilhado.

Na 13ª edição do Índice Caliber de Reputação Corporativa, realizado em parceria com o Meio & Mensagem, revelamos as 20 empresas que se destacaram como as mais confiáveis e admiradas do país no primeiro trimestre de 2024.

O estudo inicia o panorama reputacional das empresas líderes em Confiança e Admiração por segmento no primeiro trimestre de 2024, envolvendo 102 marcas monitoradas – três a mais do que o último relatório, 22 segmentos de mercado – dois a mais do que o último relatório, e 12.364 avaliações com índice de confiança de 95%.

Nesta décima terceira edição do estudo, seguindo os procedimentos metodológicos adotados, Google, Mercado Livre, Microsoft, O Boticário, Havaianas, Natura, Eurofarma, Rede D’Or, Nubank e J&J ocupam, respectivamente, as 10 primeiras posições do ranking nacional de reputação do primeiro trimestre de 2024. Estas marcas podem ser consideradas as líderes em capital reputacional, conforme os parâmetros observados. No ranking geral, cabe destaque para o crescimento do Mercado Livre que, trimestre a trimestre, vem consolidando sua percepção de confiança e credibilidade. Dos 22 segmentos monitorados, em 12 deles a liderança cabe a empresas nacionais, o que confirma o relatório do trimestre anterior, com uma posição tão expressiva, em prol das empresas nacionais, junto à população brasileira.

Principais resultados:

Sobre o ranking:

Para o desenvolvimento do estudo, aplicamos o método de coleta de dados junto à sociedade brasileira entre 01.01.2024 e 31.03.2024. O questionário foi desenvolvido com 17 atributos relacionados a Reputação e Marca — escala de 7 pontos, com entrada de dados em tempo real na Plataforma Digital Real-Time Tracker®, de propriedade da Caliber.

Artigo ¨O soft power das empresas de boa reputação¨

Você conhece ou já ouviu falar sobre o soft power? O termo “poder brando” foi cunhado por Joseph Nye ao final da Guerra Fria, no fim dos anos 1980, quando o mundo buscava sua nova balança de poder, visto que as nações predominantes das décadas anteriores já não representavam mais o novo contexto geopolítico internacional. O conceito foi criado para representar a capacidade de gerar tamanha atração que outros países — ou pessoas — passariam a ter interesse legítimo de seguir seu exemplo. 

No artigo complementar ao ranking, escrito por Dario Menezes, nosso diretor-executivo e professor de Branding na FGV e ESPM, e Marcos André Costa, Consultor Caliber e professor da Aberje, demonstramos que no contexto do ambiente de negócios contemporâneo uma boa reputação funciona também como um eficaz soft power. Não que ele seja gerado de forma intencional, mas, sim, porque as empresas detentoras de boa reputação, por terem uma forte compreensão do seu papel na sociedade, se diferenciam no mercado e acabam impulsionando o interesse de outras empresas de seguir sua forma de atuar. Em destaque, indicamos exemplos de como este ativo pode se manifestar junto ao público, contribuindo para a formação de percepções e opiniões favoráveis em relação a atributos constituintes de uma sólida reputação.