NOVO: Índice Caliber de Reputação Corporativa

Tempo de leitura: 4 minutos

Caliber lança ranking ESG no Brasil baseado nas percepções da sociedade sobre as empresas listadas na B3

Há mais de sete anos, a Caliber vem se firmando como referência no mercado de consultoria em gestão da reputação corporativa nos principais mercados globais. Sempre em busca de proporcionar uma abordagem atual para auxiliar as empresas a entenderem, gerenciarem, medirem e agirem quando o assunto é reputação. A partir desses pilares, a Caliber lança, de forma inédita no Brasil, um ranking ESG baseado nas percepções da sociedade sobre as empresas listadas na B3. 
 
A lista traz 32 empresas listadas no Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE) da bolsa de valores brasileira e complementa uma série de estudos feitos com outros índices ao redor do mundo como o DAX 40 (Alemanha), UK FTSE 50 (Reino Unido) e US Fortune (Estados Unidos), entre outras. No Brasil, o monitoramento dessa percepção sobre a atuação ambiental, social e de governança das empresas está sendo realizado através da plataforma digital Real-Time Tracker. O dashboard intuitivo identifica como uma empresa ou organização é percebida pelas suas partes interessadas em relação às suas práticas ESG.

Na primeira edição do ranking Caliber ESG, a posição de destaque ficou com a Natura, uma das primeiras empresas a trazer práticas ambientais, social e governança para o centro de seu negócio. O segundo lugar é ocupado pela VIBRA Energia, seguida de Engie, WEG e Rede D´or. Complementando a lista das 10 principais empresas temos a EDP, Fleury, Ecorodovias, Magalu e CPFL. 

“O primeiro ranking Caliber ESG procurou analisar mais de 50% das empresas listadas no Índice de Sustentabilidade Empresarial da B3 como forma de entender a percepção da sociedade sobre as empresas destaque da nossa economia”, afirma Dario Menezes.  

De acordo com Angela Pinhati, diretora de Sustentabilidade de Natura &Co América Latina, práticas empresariais implementadas sob a lógica ESG não apenas contribuem para o desenvolvimento sustentável da sociedade, como também são diferenciais competitivos diante de público e investidores cada vez mais atentos a negócios que geram valor para além de seus indicadores financeiros.  

Novo ranking ESG Caliber

O monitoramento de percepção ESG é a mais nova métrica exclusiva usada pela Caliber para medir o nível de conhecimento e entendimento entre as partes interessadas sobre as práticas ESG de uma empresa. 

Os indicadores foram incorporados aos atributos da plataforma Real-Time Tracker e são calculados de acordo com a porcentagem média de respostas válidas nos três atributos ESG. 

É essencial que as marcas se preocupem com a conscientização ESG porque a falta de conhecimento pode se traduzir em falta de apoio e falha em capitalizar atividades e investimentos ESG. Se houver discrepâncias entre as pontuações ESG e as pontuações de consciência ESG, a empresa pode estar fazendo coisas que as pessoas não estão cientes, levando a percepções mais fracas do que a realidade. Isso pode afetar negativamente a reputação da empresa, o suporte das partes interessadas e o sucesso comercial. 

Em resumo, medir o ESG Awareness Score é crucial para que as empresas melhorem suas práticas ESG, informem as partes interessadas e garantam que suas ações correspondam às percepções das partes interessadas. 

Metodologia

Os resultados da pesquisa, mapeados na plataforma Real-Time Tracker e com base no monitoramento de percepção ESG da Caliber, foram baseados em avaliações de pessoas altamente familiarizadas com as empresas cadastradas na B3 e entrevistou aproximadamente 5.000 respondentes de todos os estados do Brasil. As entrevistas foram realizadas entre os dias 01 de janeiro e 10 de maio de 2023 em companhias brasileiras de diferentes setores da indústria nacional. 

A metodologia usada foi baseada numa pontuação composta por três questões quantitativas sobre o impacto ambiental, social e governança (comportamento ético). Todas as perguntas são pontuadas usando uma escala de Likert de 1 a 7 e, em seguida, calculadas e normalizadas em uma escala de 0 a 100 sem qualquer ponderação ou ajustes. Cada pergunta individual também recebe uma pontuação para identificar lacunas entre os 3 elementos ESG. 

1- A empresa tem um impacto positivo no planeta? 

2- A empresa tem um impacto positivo nas pessoas e na sociedade? 

3- A empresa é ética na forma como conduz os negócios? 

Na plataforma Real-Time Tracker, os indicadores ESG podem ser divididos por idade, sexo, regiões geográficas e ocupação, possibilitando a empresa a análise individualizada para cada perfil de público. 

As 32 empresas presentes no ranking Ranking Caliber B3: 

AMBEV, Arezzo, AZUL Airlines, Banco do Brasil, Bradesco, Braskem, BRF, BTG Pactual, CCR, Cemig, Cielo, CPFL Energia, DASA, Ecorodovias, EDP, Eletrobras, Engie, Fleury, Itaú, Klabin, Light, Lojas Americanas, Magalu, Marfrig, Natura, Rede D´Or, RENNER, Santander, Suzano, TIM, Vibra e WEG.